Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2014

Sobre a distância

Imagem
Parando para imaginar como tudo teria sido se entre nós não existisse distância, as vezes tão grande que chegava a sufocar... Imaginando como seria se em todas as suas conquistas ou minhas, ao invés de ligações, recebêssemos um abraço e um beijo... E se todas as vezes que eu acordasse de madrugada por ter tido um pesadelo, você estivesse do meu lado e fizesse cafuné até eu dormir novamente... 
E se a paralelas se cruzassem realmente em Belém do Pará? Porque era longe... Longe.... Mas, bem mais do lado do que minha nova casa... Mas, nós dizíamos sempre... "Nada nos separa"... "Não vim até aqui para desistir agora..." Ei, não me entenda se eu quiser ir embora, não mais, por favor. Minhas raízes não estão no ar, minha casa não é qualquer lugar... Minhas raízes são fixas no teu solo, minha casa é teu coração... E acredite, se depender de mim, eu vou até O FIM. 
Ei, 
Olha pra mim não fala nada, segura a minha mão, me dá só um minuto pra falar. Olha dentro dos meus olho…

Sobre pessoas que não merecem.

Imagem
Existem pessoas que simplesmente não merecem. Algumas não merecem teu sorriso ou teu afeto, algumas não merecem tua dedicação, teu esforço. Olha, eu sou uma pessoa muito intensa, sempre disse isso. Quando eu amo, amo de verdade, com todas as forças, sem limites, exageradamente, e isso, ao mesmo tempo que é bom, tem um reflexo bastante pesado pois, ao me decepcionar, meu mundo desmorona, desaba. Porque sou intensa ao amar, e também sou intensa nos outros mil diversos sentimentos, inclusive, a decepção.  Eu sou muito carente, muito menos. Sou carente de atenção, de compreensão, de verdades, de respeito e, principalmente, de amor, de abraço, de demonstrações de afeto. Eu dou tanto amor, tanto... Eu sempre fiz questão de demonstrar o que sinto para as pessoas que eu amo de verdade. Sinto falta de receber isso de volta. Mas, quem sou eu para exigir amor de alguém? Eu vejo tanta gente dizendo que quem planta o bem, colhe o bem... Sinceramente, gostaria de receber isso aqui na Terra, se não…

Onde o amor se esconde?

Onde o amor nasce?
Numa janela a ver o mar ou num navio a navegar?  Numa cabana no litoral ou num arco-iris do céu? 
Onde o amor se esconde? 
Nas entrelinhas da saudade ou no sabor da reconciliação?  No calor do aconchego  ou no medo? 
Onde o amor se apaga? 
Na passagem de ano ou num passado condenado?  Na paixão não correspondida ou na solidão da inocência? 
Onde o amor se perde? 
Na incerteza de não querer ou no desejo do não ter?  No destino incerto ou num labirinto do deserto?
Onde o amor se ampara? 
Nos soluços de desejo ou no doce do beijo?  No amor carnal ou no romantismo?
Onde o amor renasce? 
Na certeza do querer ou no medo de perder?  Na batida acelerada do coração ou no remanso da escuridão? 
Raymara Milhomem 

Que 2014 me traga de volta o que 2013 me roubou :(

Sabe amores, eu ando bastante deprimida desde que terminei meu namoro. Saibam que eu amo demais aquele guri :S mas, os empecilhos entre nós são gigantescos... Infelizmente, a vida tem dessas coisas mesmo.  Ano novo, vida nova, novas pessoas... Acabei de desativar meu facebook, mais tarde será vez do twitter... Acho que vou ficar por aqui e pelo instagram, apenas. Minha vida está confusa demais e, eu preciso do menor número de pessoas possíveis sabendo da minha vida, já que poucos querem meu bem. Uma dica para ser feliz é não mostrar para ninguém que você está feliz.  Estou decidida a mudar de turno na faculdade também, vou concluir o curso de moda esse ano e será mais prático para mim estudar à noite.  Tenho muita coisa para realizar ainda, espero que 2014 não me decepcione como fez 2013.
E voltarei com o diário. Dessa vez, como meu diário mesmo. Eu sou muito carente, preciso compartilhar o que sinto, e vocês são as únicas pessoas que eu ainda tenho. 
Que Deus abençoe esse ano que na…