"O AMOR produz êxtase - um êxtase tão grande que, não raro, eu sacrificava todo o resto da minha vida por umas poucas horas dessa alegria, porque o amor nos liberta da solidão - essa solidão terrível através da qual a nossa trêmula percepção observa, além dos limites do mundo, esse abismo frio e exânime. Vi na união do amor, numa miniatura mística, algo que prefigurava a visão que os santos e os poetas imaginavam."
(RUSSEL, B. 1967)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha: Sr. Liss Relaxa Fios! Aprovado?

CASA LEGO VAI ANIMAR AS FÉRIAS NO CONJUNTO NACIONAL

Vivendo de brisa, uma comédia musical circula pelo Distrito Federal